E-mail
contato@rbarros.adv.br
Rua Afonso Celso, 943
Vila Mariana
WhatsApp
(11) 96815-2911

Advogado Inventário e Herança São Paulo SP

Advogado para inventário: Advogados que se importam. Inventário judicial e extrajudicial, partilha de bens.

Agende sua consulta

Advogado para inventário: Trabalhamos para oferecer uma advocacia resolutiva e preventiva de alta qualidade. Agende sua consulta agora mesmo, sem compromisso.

Áreas de atuação

Auxiliamos nossos clientes de forma personalizada: marque agora mesmo, sem compromisso, sua consulta via  WhatsApp, telefone, videochamada ou presencial.

Advogado inventário: Inventário Judicial

Profissionais que se importam – Aconselhamento sólido, apoio e orientação.

Inventário extrajudicial

Consulta por telefone ou presencial com os especialistas em inventário em São Paulo.

Partilha de bens

Conselhos partilha de bens, sucessão e herança, inventário, tribunal de família e acordos financeiros.

Testamento

Advogado especialista em inventário, herança e sucessão, acordos de propriedade.

Serviços

Perguntas frequentes

Sim. Além de ser obrigatório, o inventário é o  procedimento que possibilita a partilha de bens entre os herdeiros. Ou seja, sem ele, os sucessores não receberão a herança.

Conforme o art. 611, § 2º do CPC, o prazo para o inventário é de 60 dias. Esse prazo é contado a partir da data da abertura da sucessão, ou seja, do falecimento.

A lei estabelece o prazo de 12 meses, prorrogáveis, para a conclusão do inventário. No entanto, os inventários judiciais podem durar meses ou até anos. Por isso, presentes os requisitos para o inventário extrajudicial, essa costuma ser a via mais recomendável. Isso porque é um procedimento mais rápido, que pode ser concluído em poucos meses.

O custo do inventário depende do valor dos bens a serem partilhados. O inventário judicial varia de acordo com a complexidade do caso, ao passo que, no extrajudicial, é necessário pagar as taxas do cartório. Acesse nosso blog sobre inventário e herança para saber mais.

O art. 611 do CPC estabelece um prazo de 2 meses a partir da data da morte para o início do inventário. Quando os herdeiros não observam esse prazo, estarão sujeitos ao pagamento de multa.

A princípio, o valor da multa será de 10% sobre o valor do imposto de transmissão dos bens. Mas se o atraso for superior a 180 dias, a multa será de 20%. 

Por isso, procure o advogado o quanto antes.

De acordo com o Artigo 16 da lei 10.705/2000, o imposto é calculado aplicando-se a alíquota de 4% (quatro por cento) sobre o valor fixado para a base de cálculo. Ou seja, se o valor total do patrimônio for de R$ 100.000,00, por exemplo, o imposto será de R$ 4.000,00.

Acesse nosso blog para ver a lista completa de documentos necessários para fazer um inventário. 

Depende. Antes de mais nada, deve-se verificar se estão presentes os requisitos para o inventário extrajudicial. Em virtude da maior celeridade, esta pode ser a melhor opção. Entretanto, o tabelião não pode autorizar, por exemplo, a venda de um bem durante o processo. Então, o mais prudente é analisar caso a caso qual a melhor via.

Sim. O art. 610, § 2º do CPC estabelece a obrigatoriedade da presença de advogado para a realização do inventário extrajudicial.

O testamento é um registro da disposição de vontade do testador quanto ao destino do seu patrimônio após sua morte. Através do testamento, é possível destinar até 50% do patrimônio para outras pessoas, instituições ou fins que não os herdeiros.

O testamento pode ser público, particular ou fechado (ou cerrado). O testamento particular necessita apenas da assinatura de 03 testemunhas. Já os testamentos público e cerrado devem ser feitos em Cartório de Notas, com a presença de 02 testemunhas. No testamento cerrado, apenas o testador tem conhecimento de seu conteúdo, que será lacrado em um envelope e só poderá ser aberto após sua morte.

Mais dúvidas? Entre em contato conosco. Teremos um imenso prazer em atendê-lo. Clique aqui

Opinião dos clientes

O Doutor Ricardo Barros é um excelente profissional, está sempre disponível para esclarecer minhas dúvidas e ajudar na resolução dos problemas. Recomendo!

Renata Nascimento

Gostaria de elogiar o excelente atendimento e comprometimento com o cliente, transparente me passou segurança desde a primeira reunião, obrigado pelo desfecho... Super indico!

José Antonio de Souza

Dr. Ricardo, obrigada pela dedicação e excelência ao modo que executou seu trabalho com eficiência, profissionalismo e rapidez, estou grata por ter esse excelente profissional a minha disposição, agradeço o excelente trabalho.

Rosana Oliveira

Excelente profissional. Desempenhando com dedicação e excelência o trabalho, sanando todas as dúvidas e orientando com expertise. Resolutividade e agilidade em resolver a demanda contratada. Obrigada e Parabéns!!!!

Rosaria Ramirez

Usucapião extrajudicial: Quais documentos são necessários?

Usucapião extrajudicial é uma forma de regularizar a propriedade de um imóvel de forma mais ágil e célere. Para o sucesso deste procedimento, é imprescindível que o requerente tenha reunido todos os documentos necessários, pois, a falta de qualquer um deles pode ensejar na demora da conc ...

Saiba mais

Imóvel na planta

Imóvel na planta: O que você precisa saber antes de comprar

Se você não tem pressa para utilizar o imóvel, comprar uma casa ou apartamento na planta pode ser uma boa saída. Isto é o que geralmente se escuta por ai quando o assunto é imóvel na planta. Mas será que este é um investimento vantajoso? O preço final pago pelo comprador realmente ...

Saiba mais

Planejamento patrimonial

Planejamento patrimonial

O planejamento patrimonial é a adoção de medidas estratégicas, que objetiva a trazer melhores resultados com o uso dos bens e, ainda, diminuir o pagamento de tributos. Um dos pontos importantes do planejamento patrimonial é a possibilidade de planejar a forma que os bens serão transmitidos ...

Saiba mais

Penhora de móveis

Penhora de imóvel: o que você precisa saber?

A penhora de imóvel é um assunto que preocupa qualquer pessoa que tenha uma casa, apartamento ou terreno, afinal, esta é uma forma de perda do bem. A penhora acontece como forma de satisfazer o pagamento de uma dívida. Veja com este artigo o que é a penhora de imóveis, bem como quais be ...

Saiba mais

Pedido de despejo

Pedido de despejo: quando é usado? 

A Lei do Inquilinato, lei federal n. 8.245/1991, em seus artigos 59 a 65, dispõe sobre o pedido de despejo, que também é chamado de ordem ou ação de despejo. Com o intuito de garantir o direito do locador de reaver o imóvel em situações específicas. Mesmo sendo uma situação bastante d ...

Saiba mais

Financiamento de imóveis

Financiamento de imóveis: entenda mais 

Saiba que o financiamento de imóveis é a forma de tornar real o sonho da casa própria para muitos brasileiros. Sem dúvida, é uma alternativa de longo prazo e que implica em comprometer cerca de 30% da renda mensal da família. Sendo muito importante avaliar as taxas de juros, condições da ...

Saiba mais