E-mail
contato@rbarros.adv.br
Rua Afonso Celso, 943
Vila Mariana
WhatsApp
(11) 96815-2911

Advogado divórcio São Paulo SP

Divórcio e separação, ordens de proteção, acordos de propriedade.

Agende sua consulta

Advogado para divórcio: Trabalhamos para oferecer uma advocacia resolutiva e preventiva de alta qualidade. Agende sua consulta agora mesmo, sem compromisso.

Áreas de atuação

Auxiliamos nossos clientes de forma personalizada: marque agora mesmo, sem compromisso, sua consulta via  WhatsApp, telefone, videochamada ou presencial.

Advogado Divórcio São Paulo SP

Advogado divórcio e separação, ordens de proteção, acordos de propriedade. Fale conosco.

Advogado Divórcio extrajudicial

Conselhos sobre divórcio, separação, divórcio juducial e extrajudicial em São Paulo.

Advogado Divórcio litigioso

Advogados especialista em separação – Conselhos jurídicos sólidos, apoio e orientação.

Separação de bens

Descubra aqui o que você precisa saber sobre separação de bens e suas particularidades.

Serviços

Perguntas frequentes

O divórcio consensual ocorre quando ambas as partes estão de comum acordo.É um procedimento simples e rápido em que as partes, acompanhadas de um Advogado, se dirigem ao cartório em posse dos documentos necessários.

Ao assinar a escritura de divórcio, já estão divorciados para todos os fins. Já o divórcio litigioso acontece quando não há consenso. Neste caso, será preciso ajuizar uma Ação Judicial, e o divórcio será declarado por sentença.

  1. RG;
  2. CPF;
  3. Certidão de casamento atualizada;
  4. Comprovante de endereço;
  5. Certidão de nascimento dos filhos (se houver);
  6. Documentos que comprovem propriedade de bens móveis e imóveis (se houver);
  7. Outros documentos a ser definidos caso a caso.

Sim, primeiramente deve-se observar se a união estável é legal ou de fato.

A União estável legal é proveniente de escritura pública lavrada em cartório de notas. Sendo esta legal, pode requerer o divórcio ou dissolução da união em cartório, se consensual ou em juízo se não haver consenso, mesma regra do divórcio.

A União Estável de fato se aplica quando não há escritura pública, desta forma pode ser reconhecida em cartório por ambas as partes em comum acordo ou por via judicial. Primeiro será necessário reconhecer para depois dissolver, neste último caso é comum quando existem bens a partilhar.

Havendo acordo, os filhos podem ficar com o pai ou com a mãe. Isso depende do que foi acordado entre as partes e sempre respeitando o interesse do menor. Por outro lado, não havendo acordo, a guarda dos filhos será determinada por decisão judicial com intervenção do ministério público que age pelos interesses do menor.

Depende. A manutenção do nome do ex-cônjuge é comum nos casos em que a pessoa construiu sua vida e carreira profissional com o nome de casado. Se, no entanto, você desejar a alteração, o requerimento deve ser feito na Ação de Divórcio.

Não. A infidelidade conjugal (traição) não impede o divórcio. A manifestação de vontade de uma das partes é suficiente mesmo quando a outra não está de acordo.

Depende. A infidelidade, por si só, não gera o direito à indenização. Este surge quando o comportamento de um dos cônjuges atinge o outro de forma a lhe causar humilhação, vergonha, constrangimento e sofrimento. Ou seja,  a indenização é devida quando há sofrimento em razão da ofensa à honra e à dignidade.

Se não houver filhos menores ou discordância quanto à partilha de bens, pode-se proceder ao divórcio extrajudicial, ou seja, em cartório. Mas mesmo neste caso é necessária a contratação de um advogado para acompanhar as partes.

Quando há discordância quanto ao rompimento, a parte interessada deve ingressar com o pedido judicial. Desta forma, o divórcio será decretado por sentença.

Deve-se recorrer ao divórcio judicial para que, com base em provas, o juiz possa decidir as disputas.

Mais dúvidas? Entre em contato conosco. Teremos um imenso prazer em atendê-lo. Clique aqui

Opinião dos clientes

O Doutor Ricardo Barros é um excelente profissional, está sempre disponível para esclarecer minhas dúvidas e ajudar na resolução dos problemas. Recomendo!

Renata Nascimento

Gostaria de elogiar o excelente atendimento e comprometimento com o cliente, transparente me passou segurança desde a primeira reunião, obrigado pelo desfecho... Super indico!

José Antonio de Souza

Dr. Ricardo, obrigada pela dedicação e excelência ao modo que executou seu trabalho com eficiência, profissionalismo e rapidez, estou grata por ter esse excelente profissional a minha disposição, agradeço o excelente trabalho.

Rosana Oliveira

Excelente profissional. Desempenhando com dedicação e excelência o trabalho, sanando todas as dúvidas e orientando com expertise. Resolutividade e agilidade em resolver a demanda contratada. Obrigada e Parabéns!!!!

Rosaria Ramirez

Compra de imóvel em 2023, como planejar?

Compra de imóvel em 2023

A compra de um imóvel em 2023 continua sendo o sonho de muita gente e a cada ano que passa. Geralmente, a falta de planejamento é o maior obstáculo. Fale com um advogado imobiliário Isso porque, ainda que o interessado tenha um emprego estável e saiba exatamente o imóvel que desej ...

Saiba mais

Quando fazer um inventário

Quando é preciso fazer inventário

Quando o assunto é inventário, é natural que os herdeiros pensem nos valores que envolvem o processo ou na demora do trâmites. Se você possui alguma destas dúvidas, é possível saber mais sobre estes temas a partir de dois artigos do nosso blog: Quanto custa um inventário? e Inventá ...

Saiba mais

Direito real e de propriedade

Direito real e direito de propriedade

O direito real é um conceito jurídico previsto no Código Civil e que é extremamente relevante para o âmbito do direito imobiliário. Já o direito de propriedade é um direito que está dentro do conceito de direito real. A grosso modo, enquanto o direito real é gênero, o direito de propr ...

Saiba mais

Adjudicação compulsória extrajudicial

Adjudicação compulsória extrajudicial

A adjudicação compulsória extrajudicial é uma forma de transferir o imóvel ao comprador, nos casos em que o vendedor se recusa a realizar os trâmites necessários. A partir da recente Lei n. 14.382/2022 é possível realizar o procedimento em um cartório de registro de imóveis. Neste ...

Saiba mais

Usucapião extrajudicial: Quais documentos são necessários?

Usucapião extrajudicial é uma forma de regularizar a propriedade de um imóvel de forma mais ágil e célere. Para o sucesso deste procedimento, é imprescindível que o requerente tenha reunido todos os documentos necessários, pois, a falta de qualquer um deles pode ensejar na demora da conc ...

Saiba mais

Imóvel na planta

Imóvel na planta: O que você precisa saber antes de comprar

Se você não tem pressa para utilizar o imóvel, comprar uma casa ou apartamento na planta pode ser uma boa saída. Isto é o que geralmente se escuta por ai quando o assunto é imóvel na planta. Mas será que este é um investimento vantajoso? O preço final pago pelo comprador realmente ...

Saiba mais